DEDETIZAÇÃO EM RECIFE  E REGIÕES:

(81) 4106-2260

DEDETIZAÇÃO PARA ESCORPIÕES

Para entendermos um pouco sobre os escorpiões seus hábitos, alimentação, veneno, reprodução e morfologia, devemos nos aprofundar um pouco mais sobre este aracnídeos tão temido por nós.


Os Escorpiões pertencem ao filo Arthropoda (gr. arthros = articulado + poda = pé) e Classe Aracnida, como já mencionado no parágrafo acima, ou seja, ESCORPIÕES NÃO SÃO INSETOS E SIM ARACNÍDEOS! 


São cerca de 1500 espécies, sendo 25 realmente perigosas, dentro dessas mais perigosas aos seres humanos, está o Escorpião “Amarelo” (Tityus stigmurus) é o mais predominante, principalmente no Nordeste do país, onde os casos de ataque são frequentes e já dobrou o número de mortes nos últimos 10 anos.


Esses Aracnídeos são considerados pragas sinantrópicas (que se adaptam e vivem no mesmo ambiente dos homens).


Costumam viver cerca de 4-25 anos, Preferem viver em áreas com uma temperatura entre 20 °C e 37 °C, mas sobrevivem em temperaturas de 0 °C a 56 °C. São altamente resistentes e suportam condições climáticas Desérticas. 


São carnívoros, predadores, alimentando-se de insetos em geral, como por exemplo: Aranhas, Formigas, Traças e pequenos vertebrados, também praticam o canibalismo, comum entre aracnídeos. Nas áreas urbanas seu principal alimento são as Baratas, geralmente dividem o mesmo ambiente (caixas de esgoto, fossas, bueiros, jardins, locais com entulhos). Algumas espécies podem passar cerca de 02 (dois) anos sem se alimentar! 


Detectam suas presas por vibrações no ar, no solo e sinais químicos, todos detectados por sensíveis pelos (cerdas) distribuídos principalmente nas suas pinças e patas. Dentre os Aracnídeos o Escorpião é o único que possuem um apêndice sensorial (pente). Esse pente, quimiorreceptor, é a principal arma de defesa desse animal contra os inseticidas convencionais, pois ele sente a presença do produto no ambiente e deixa de rastejar (diminuindo o contato com o solo) imediatamente se escondendo e dando a falsa impressão de solução do problema.

O uso indiscriminado de veneno sem orientação profissional pode desalojar o animal causando mais perigo para os que habitam o local infestado.


Hábitos noturnos, horário onde saem para caçar, interagir com os demais, reproduzir. A noite onde são encontrados com mais frequência dentro das residências.


O Tityus Stigmurus, Escorpião que causa quase 90% dos acidentes no Brasil, se reproduzem por partenogênese, um processo em que os óvulos começam a se dividir sem a união com espermatozoides.

 

Os embriões se desenvolvem dentro do corpo da mãe. Quando nascem, os filhotes de escorpião passam uma ou duas semanas nas costas da mãe. Depois, vão cuidar da própria vida, se escondendo de dia e caçando à noite.

Do Controle e Prevenção


Para conseguir um controle efetivo da temida praga, deve-se tomar medidas preventivas para impedir o acesso (fechando ralos, janelas, rodapé de portas), o abrigo (frestas, entulhos, resto de construção, tijolos, cerâmicas), e o alimento (insetos em geral, principalmente baratas). Além dessas medidas preventivas citadas deve-se fazer uso de Produtos (venenos) específicos para tal, registrados pelo ministério da saúde, por meio de empresas especializadas no controle. 

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Instagram Social Icon
Tag's:
Dedetização contra Escorpiões
Dedetizar Aracnídeos Recife
Existe veneno para escorpião?
Dedetização Escorpião
Dedetização de Escorpião Recife